novo_header_jan17

“Um olhar atento não se limita a prestar atenção nas coisas, mas sim a encontrar no óbvio, no cotidiano, aquilo que ainda não foi revelado. Sensível é aquele capaz de ver o que não está à mostra, às coisas de difícil acesso. É preciso se antecipar, muitas vezes, à própria cena. E é a partir da união entre a atenção e a sensibilidade que este projeto se constrói: Cena Seguinte não trabalha com a velocidade das coisas, mas sim com a atenção a tudo que se revela.
A dicção franca e direta de um discurso levemente irônico presente em Marcela unido ao tom um pouco melancólico e saudoso de João se complementam e, de forma orgânica, constroem um discurso múltiplo capaz de encontrar nos mais variados espaços possibilidades para histórias. Em Cena Seguinte para além do cotidiano há textos que comovem tanto ou quanto convocam o riso . Há outros tantos – e aqui deixo registrado que são os favoritos – que mesclam uma espécie de memória não vivida com delírios que de tão fortes assumem contornos de realidade.
Mas para mim é tudo muito difícil. Atrás dos jargões técnicos existe um admirador declarado que, além de absolutamente tendencioso, tem a honra e a felicidade de poder ser o melhor amigo de mãe doceira e companheiro de vida de dois escritores com tanto talento e qualidade.”

– Victor Rosa

© 2009 Cena Seguinte