Nostalgia

1

De mudança

Tem certas coisas das quais a gente foge, foge, mas elas acabam vindo atrás da gente e, num rompante, varrem tudo. No meu caso, foi uma mudança. Física. De apartamento. A primeira da vida.  Bem, não é que eu fugisse dela. Minha busca por um apartamento menor – já que passo a maior parte do…

4

Mensageira do futuro

2005: eu e meus 15 anos na aula de espanhol do colégio. E mais uns vinte e tantos amigos, cada um com seus 15 anos. Idade chatinha essa. A gente enchia o saco do professor. “Chico, o que é canoso?”. Ele respondia pacientemente. Uns cinco minutos depois, alguém perguntava. “Chico, o que é canoso?”. Ele…

3

Um sonho novo-baiano

Qual é a maior loucura que você já fez por um ídolo? Se me perguntarem isso algum dia, eu já tenho a resposta: comprei uma passagem de avião e passei um fim de semana intenso em Salvador, no sombrio maio de 2016, para ver de perto o show dos Novos Baianos na reinauguração da lendária…

0

Memórias entulhadas

Se o meu passado ocupa algum lugar no espaço, ele certamente deve estar no armário de entulho aqui de casa. Ao lado da minha cama está uma porta que mal fecha, quase vedada pela poeira. E dentro dela um universo de bonecos, cadernos de escola, álbuns de fotos e utensílios em desuso. Toda noite antes de…

0

Terçol, o peixe

Certa vez, nos idos dos anos 90, eu fiquei doente. Tive um combo de febre e terçol, aquele inchaço maldito no olho, e por isso fiquei alguns dias sem ir a escola. Um amigo de turma resolveu me distrair desse tédio infantil. Ele e seu pai passaram na minha casa e me deram de presente um pequeno aquário com um…

3

Minha terra é mar

Minha terra não é terra. É mar. E muita areia. Com um bocado de conchinhas quebradas que fazem doer o pé sufocado da cidade grande. Minha terra nem é minha. Não aparece na certidão de nascimento escrita à mão há quase 26 anos. Mas que bobagem! Minha terra se fez minha nas muitas vezes em que renasci por…

1

O melhor

Nunca consegui identificar direito o melhor dia da minha vida. Outro dia tava pensando nisso, meio preocupado porque não cheguei a lugar nenhum. Não sei dizer até hoje qual desses milhares de dias ao longo desses vinte e quase e seis anos foi o mais inesquecível. Provavelmente foi em alguma viagem, alguma festa, algum dia com…

15

Infância de prédio

Fui uma criança de play, meu prédio formou meu caráter. Ele tinha dois blocos com nove andares e oito apartamentos cada. Um total de 144 apartamentos, ou seja, crianças por todos os lados. Entre os blocos, um pátio enorme e muitas garagens. Na lateral de um dos prédios, surgia uma quadra estreita e improvisada. E subindo pelos andares, mais…

2

O último chope

Foi sem querer, eu juro. A ideia de juntar amigos, conhecidos e bebuns para o último chope no Varandas surgiu por causa desse texto aqui. Na semana passada, eu me despedi, em prosa, do restaurante/bar/salvador das madrugadas minhas e de moradores e amantes de Laranjeiras. Foi entre uma taça e outra de vinho que o João,…

© 2009 Cena Seguinte