Conto

0

Hiper-ultra-superstição

Um conhecido de um amigo meu, cujo nome não vale lembrar mas se não me engano é alguma coisa entre Marcos e Márcio, é a prova viva de que superstição existe. Sim, esse meu amigo viu com os próprios olhos – ele podia jurar. Eu como confio em crendices populares e em relatos de amigos resolvi…

0

Déjà vudu

Para tudo. Eu já vivi essa cena antes. Sim, você estava exatamente assim, com esse all-star branco encardido prestes a se desamarrar totalmente e eu falei pra você amarrar antes que tropeçasse. E você me fitava desse jeito, com os olhos meio aturdidos como quem se pergunta “O que está acontecendo com ele e o que…

0

Casa de sucos

No que a menina abocanhava mais um pedaço de sanduíche de filé e as colheradas de açaí do rapaz pintavam de roxo os dentes que sorriam sem graça na falta de assunto, uma gargalhada em coro soava na mesa do grupo do outro lado, no exato instante em que uma mãe dava de mamar para um filho e…

0

Liberdade que não se vê

Ela entende que a liberdade está nas coisinhas pequenas. Parou de brigar com a balança, desistiu de ter o cabelo dos sonhos, parou de gastar dinheiro com cremes que se diziam milagrosos. Agora, ela aproveita ao máximo quando a juba acorda de bom humor e pode, ainda que com esforço, emular o movimento de Gisele….

2

Coisas em aberto

O despertador tocou. Abri os olhos e, antes de me mexer, resolvi terminar tudo que deixei em aberto. Comecei pelo sono. Fechei os olhos e só despertei meia hora depois, assustada. Corri para o banheiro, mas só consegui entrar no banho depois de guardar todas as roupas que larguei espalhadas na véspera. Também fiz uma…

1

A vida dos outros

Faço uma brincadeira comigo mesma em momentos de solidão obrigatória, como uma viagem de ônibus sem acompanhantes, uma espera interminável num consultório médico ou em uma rara ida all by my self à praia. Gosto de observar pessoas desconhecidas ao meu redor e imaginar uma vida para elas. Eu sei que elas já têm uma…

2

Amor de Carnaval

Ela enfrentou a Saara numa tarde em que o termômetro da Presidente Vargas marcava 37 graus. A sensação era de, perdoe o trocadilho fraco, deserto do Saara. Ela não estava empolgada, muito pelo contrário. Foi quase arrastada pelas amigas do trabalho. Por ela, o Carnaval perfeito seria debaixo das cobertas, assistindo um episódio de série…

3

Gostosona por um dia

Dou uma coçadinha no olho e putamerda, que unha enorme é essa? Quase estraçalhou meu olho! Eu tô de unha postiça! Pintada de vermelho! Tem strass na ponta! Eu fiz isso? Pera aí! Eu tenho certeza de que, quando fui dormir, tinha várias unhas quebradas e sem esmalte. Espio o pé e o choque é…

© 2009 Cena Seguinte